Os momentos que as mamães mais amam e se tranquilizam durante a gestação. é o momento em que podem ver seu bebê e escutar seus batimentos cardíacos através de ultrassonografias
ultrassonografia na gravidez
Elas são feitas durante todo o decorrer da gestação, desde a descoberta até momentos antes do parto. As ultrassons, servem para avaliar a saúde e desenvolvimento do bebê durante a gestação, e com essas avaliações, deixar os médicos e pais do bebê prontos para qualquer situação que possa ocorrer!
As ultrassonografias são classificadas da seguinte maneira:

1. Ultrassom vaginal

ultrassom transvaginal
Esta é feita com o aparelho transdutor (através da vagina), à partir da 5º semana de gravidez, é ideal para confirmar a gestação, pois com ele consegue-se ver o saco gestacional.

2. Ultrassonografia de translucência nucal

ultrassom de translucência nucal


Esta é feita com o aparelho de ultrassom no abdome. Indicada entre a 11º e 14º semanas, ela servirá para indicar a idade gestacional com precisão e descartar problemas cromossômicos, como síndrome de down, é detectado pela medida da prega da nuca ( o acumulo de liquido nessa região deve estar inferior a 2,5ml).


3. Ultrassom morfológica

ultrassom morfológica


Com o aparelho sobre a barriga, nesta ultrassonografia é analisada a formação do bebê, descarta-se se há risco de má formação, pois no período indicado para ser feita, que é de 20º a 24 semanas, os órgãos do bebê já estão bem definidos.


4. Dopplervelocimetria

Ultrassom com doppler


Com esta ultrassom, dá para saber como está a nutrição do bebê através da placenta, analisando o fluxo de sangue pelas artérias e veias do bebê, além de saber o peso da placenta e como está seu amadurecimento e o nível de liquido amniótico.


5. Ultrassonografias 3D e 4D

Ultrassom 3D


Não é obrigatório serem feitas, mas fundamental para avaliar o feto, vê-lo com mais clareza e, descartar má formação no rosto, como a fenda labial. Pode ser feita junto da morfológica ou à partir das 30º semanas.

No primeiro trimestre, as ultrassons servem para descartar um aborto espontâneo em caso de sangramento vaginal, descartar gravidez ectópica ou molar, determinar idade gestacional, saber se há mais de um bebê e também para verificar a presença de batimentos cardíacos após a 7º semana.

No segundo trimestre as ultrassonografias servem para detectar problemas cromossômicos, más formações dos órgãos, verificar se o desenvolvimento está de acordo com a idade gestacional, ver a localização da placenta e já dá para ver o sexo do bebê após a 14º semana.
No terceiro trimestre, as ultrassons são para encontrar causas de sangramentos acompanhar o crescimento do bebê, verificar a quantidade de liquido amniótico, ver a posição do bebê e da placenta.
Caso surjam problemas nas ultrassonografias, novos exames podem ser solicitados, como: Ultrassons 3D ou 4D (para análise de má formação), ecocardiograma fetal, biópsia do vilo corial ou a amniocentese para problemas cromossômicos.
Sobre esses exames, falarei em outro artigo!
As ultrassonografia, não tem contraindicação, por não ser um exame invasivo, porém tem que ser feito com moderação, por não se saber se pode trazer problemas ou incômodos para o bebê.




Sem mais artigos
%d blogueiros gostam disto: