Bebê chato e irritado, salivando bestante e com coceira na gengiva… os pais logo imaginam que seja sinal dos dentinhos que estejam nascendo. Momento de alegria para os pais, e de desconforto e irritabilidade para o bebê, o nascimento dos primeiros dentinhos, iniciado pelo surgimento dos incisivos centrais inferiores, este é um marco importante no desenvolvimento do bebê.
Na maioria dos casos relatados pelos pais, durante esse período nota-se alguns sintomas ligados ao nascimento dos dentes, entre os sintomas mais comuns, pode-se observar:
 
 
  • Febre
  • Perda de apetite
  • Alterações gastrointestinais (este pode apresentar outras causas, como infecção pela frequência do bebê levar a mão e outros objetos para a boca durante essa fase)
  • Inflamação da gengiva
  • Excesso de salivação
  • Gengiva avermelhada
 
Na maioria dos bebês, os primeiros dentes de leite nascem por volta dos 6 meses, podendo ocorrer antes, com 4 meses, ou até os 12 meses de vida. Porém, se até 1 ano de idade o bebê ainda não apresentar nenhum dentinho, o pediatra ou dentista deve ser consultado.
Com 3 anos de idade a criança já terá todos os 20 dentes de leite, sendo 10 superiores e 10 inferiores. E aos 6 anos, os dentes de leite começam a cair para dá lugar aos permanentes.
Em alguns casos, bebês já nascem com algum dente e em outros, por volta dos 3 meses começam a nascer os primeiros dentes. Nesses casos o pediatra pode tomar alguma medida, como o polimento ou extração desses dentes.
 

Como aliviar os sintomas do nascimento dos primeiros dentes?

 
Vê o bebê incomodado e até com um certo sofrimento, não é nada agradável, por isso podemos tomar algumas medida fáceis que ajudam a aliviar o desconforto.
 
Bebidas frias e alimentos gelados: vão ajudar a aliviar a dor e a aceitação do alimento.
 
– Mordedores gelados: No mercado já encontra-se mordedores bem macios, com água dentro dele, que serve para ser levado a geladeira e ser oferecido ao bebê para o alivio da dor.
 
– Anestésicos tópicos, analgésicos e antitérmicos: esses deverão ser prescritos pelo pediatra.
 
Sem mais artigos
%d blogueiros gostam disto: