A educação é uma tarefa repetitiva, que requer paciência e dedicação, muitas vezes se torna árdua. Muitos pais se perdem na hora de educar seus filhos, na maioria das vezes dão preferência a métodos de punição, na tentativa frustrada de mostrar o correto aos seus filhos, só que não é bem isso que acontece, você acaba mostrando para a criança que se ela fizer determinadas coisa ela será punida e não estará APRENDENDO o que é CORRETO e sim que ao fazer algo que não permitem, ela será punida ou que não devem saber o que fez. Uma das questões que mais deixam as crianças confusas, é quanto a imposição do “não” e como ele é empregado.

     Geralmente se seu filho está fazendo algo que não é permitido ou que não considera-se certo, a primeira coisa que costuma-se falar é: Não! Mas o que seria esse “não”? Você acha que a criança captou bem a mensagem com apenas um “não”? Quando você fala um “não”, o que aquele “não” significa?

     Você deve-se questionar sobre o ato em questão e justificar para seu filho o porque dele não poder agir da forma errada e dá para ele uma alternativa que seria o adequado para ele!

     Um exemplo é quando o bebê está fazendo uma arte, e quer mexer na tomada. Naquele momento o desespero toma conta, mas a melhor solução é mostrá-lo que não pode falando que faz dodói, não apenas dizer “não”! Dependendo da idade da criança você deve falar gesticulando e com uma linguística mais adequada para a idade dela.

     As vezes a criança não vai entender na primeira vez que você falar e mostrar para ela, pois como eu já disse, a educação requer paciência e dedicação e repetitivas vezes você vai ser ver falando a mesma coisa, até que vai chegar o dia em que a acriança falará para ela mesma qual o ato correto.

     Então basicamente deve-se fazer isso, dizer o “não” acompanhado de uma justificativa de porque está errado aquilo e falar qual é o certo!
Sem mais artigos
%d blogueiros gostam disto: