As altas temperaturas do verão costumam causar incômodos para a maioria das pessoas, mas para as grávidas o calor do verão é um tormento, principalmente quando elas já estão com aquele barrigão dos meses finais de gravidez.

O ginecologista e obstetra Claudio Basbaum, membro do Corpo Clínico do Hospital São Luiz em São Paulo, destaca que a elevação na  quantidade de hormônios  no organismo da grávida promove a dilatação dos vasos, tanto arteriais quanto venosos, predispondo ao aparecimento ou piora das varizes nos membros inferiores, alterações  que contribuem para  o inchaço nos pés e nas pernas , assim como para a queda de pressão arterial,  tão comuns nos meses de verão e sobretudo na segunda metade da gestação.

O médico alerta que para diminuir o mal-estar as grávidas tem que tomar alguns cuidados importantes:

  • Evitar exposição ao sol entre 10 e 16 horas; Além dos já conhecidos riscos causados  sobre a pele , a gestante tem muita facilidade de ficar com manchas escuras no rosto  e sobre eventuais cicatrizes antigas  (Cloasma gravídico)
  • Usar o protetor solar diariamente;
  • Comer alimentos mais leves como frutas e saladas;
  • Hidratar-se bem. Consumir ao menos 2 litros de água por dia;
  • Utilizar roupas com tecidos leves, evitando os sintéticos e roupas justas;
  • Trocar a  calcinha pelo menos uma vez por dia e dormir sem calcinha é uma boa norma;
  • Lavar e enxaguar bem as roupas íntimas, sem deixar resíduos de sabão.Seca-las ao sol e não dentro do box do chuveiro , onde a umidade facilita a proliferação de fungos;
  • Não permanecer por muito tempo com maiô molhado;
  • Tomar banhos mornos ou frios durante o período, pois refrescam e dão maior bem estar;

Um outro cuidado importante: é com relação a higiene íntima da mulher, já que há um aumento na transpiração que propicia um ambiente favorável para o surgimento de assaduras e  para o crescimento de fungos e bactérias.

“O recomendado é que sejam utilizados apenas água e sabonetes neutros na higiene genital externa”, completa o especialista.

Nunca é demais recomendar que diante de dúvidas a gestante deverá sempre procurar o aconselhamento  e orientação do seu obstetra.

Clínica PróMatrix – Dr. Claudio Basbaum

Sem mais artigos
%d blogueiros gostam disto: