Fazer as crianças entenderem todo esse momento do natal, repleto de um grande significado, pode ser simples e até menos complicado que possamos imaginar. 

Se de uma coisa as pessoas entendem em épocas comemorativas, principalmente no Natal é de presentes, mais presentes e o ilustre Papai Noel. E como é mais fácil, representar toda aquela magia e encanto a um personagem, as crianças acabam entrando na graça do bom velhinho e esquecendo o verdadeiro PORQUE dessa data tão importante no calendário cristão! 
 
 
Basta uma dose de paciência, boa vontade e persistência, para que sempre possamos reforçar a então história de natal! 
 
Que criança não adora ajudar na hora de montar toda a decoração, ou apenas ver as luzes piscarem em frente aqueles olhos que se engrandecem a ver tal beleza?
Creio que todas, ou quase todas, adoram esse momento!

Então eis o ponto de partida para começar uma linda história natalina. Não com papai noel, nem com consumo, mas com nascimento e amor.

Conta-se histórias, pede-se ajuda nos telefonemas que são feito no decorrer desse período. Ajuda nos preparativos para a noite que logo virá, com a ceia familiar, deve-se envolver a criança
 
E então, mostramos que tudo aquilo é para comemorar de uma forma toda especial, o aniversário de Jesus. Que nasceu naquele dia, e então recordar a história seja através de livros infantis ou de acordo com o que diz a bíblia. Vale contar da melhor forma, mas sempre de maneira que fique claro e simples para os ouvidos daquele pequenino que ouve.
 
Apresente a criança o presépio de Natal, que tanto representa o nascimento do menino Jesus na manjedoura, e arrodeado de quem o tanto queria bem e dos reis magos. É uma forma linda de ilustrar e deixar a imaginação da criança ainda mais livre. E vale também cantar-se as músicas que representam essa época.
 
E o melhor, e que não pode ficar de fora, é mostrar a fraternidade e os bons gestos que imperam nessa época com ainda mais força. Através de boas ações, doações a quem precisa de algo para vestir ou para se alimentar. Mostrar que devemos ajudar as pessoas que não terão o que temos. E que esse espirito é o que verdadeiramente vale no Natal. 
 
Então, com muito pouco na mão e muito no coração, conseguimos transparecer para nosso pequenos o quão grandioso esse dia de Natal. E que com gestos simples podemos fazer dele ainda melhor, com muito amor e doação o Natal fica ainda mais iluminado!  
Sem mais artigos
%d blogueiros gostam disto: