O verão está chegando e com ele a preocupação de conseguir manter uma alimentação saudável. Principalmente em função de viagens e a facilidade para se entregar aos fast foods e alimentos nada saudáveis.
 
Para seguir uma dieta balanceada e saudável a nutricionista Roseli Ueno, que é formada pela USP e tem experiência profissional com Crianças, Terapia Intensiva, Gestantes, Obesidade, Patologias em geral e Qualidade de Vida, dá dicas para uma boa alimentação nessa estação e destaca a importância da hidratação.

Quais os alimentos recomendados para uma alimentação saudável no verão?

 
Nestes dias de calor a dica é consumir alimentos de fácil digestão e de preferência baixo teor de gordura:
 
– saladas variadas com alface, rúcula, agrião, escarola, cenoura ralada, beterraba, pepino, tomate, etc., fáceis de serem encontradas;
 
– Folha de hortelã: refrescam em chás gelados, água, sucos, saladas;
 
– Frutas: são sempre ricas em antioxidante que reforçam a saúde da pele na prevenção do envelhecimento precoce. Possuem boa quantidade de água (ajuda a hidratar), além de serem ricas em vitaminas e minerais que ajudam a prevenir a desidratação, e aliviam a vontade de comer doces “gordos” como brigadeiros, bolos recheados, bolacha recheada;
 
– Água de coco: muito bem aceita ao paladar dos brasileiros. Fácil de achar, baixas calorias, ótima fonte de hidratação, afinal no calor as pessoas transpiram e perdem sais minerais, e a água de coco ajuda a repor esta perda;
 
– Proteína animal de baixo teor de gordura: frango sem pele, peixes, ovos, carne vermelha magra (maminha, lagarto, fraldinha), mais fáceis de serem digeridas, boa fonte de nutrição;
 
– Água: garantir uma boa hidratação e sem calorias;

Dê cinco dicas para uma boa alimentação nessa estação?

 
– hidratar com água e ao longo do dia, não somente na hora que sentiu sede. Porque no momento que sentiu sede você já está desidratado. Consuma no mínimo 1,5 litro /dia;
 
– opte sempre por alimentos de fácil digestão. Fuja das frituras, creme de leite, bolos recheados, pastel, salgadinhos de pacote, carnes gordas como picanha e filé mignon;
 
– vegetais são sempre bem vindos, porque ajudam a prevenir a desidratação, repõe a perda de sais minerais, contribuem para a boa circulação sanguínea;
 
– comer nos horários certos, para não confundir desidratação com hipoglicemia;
 
– sal e alimentos ricos em sódio: diminua o consumo, porque o sódio faz com que o organismo retenha líquido, levando ao inchaço;  

Qual a importância da hidratação nesse tempo?

 
Desidratar é perder mais líquidos do que a pessoa repõe. Evitar a desidratação que pode ser fatal nos piores casos. Principalmente crianças, idosos, gestantes. Os sintomas da desidratação são: boca seca, pele seca, fadiga, tontura, falta de concentração, dor de cabeça, sonolência, aumento do ritmo cardíaco, queda da pressão, e poderá ser fatal.

O que eu devo evitar? Quais cuidados devo tomar com os alimentos?

 
– sal e alimentos ricos em sódio como embutidos, salgadinhos de pacote, alimentos prontos congelados e industrializados;
 
– doces;
 
– trocar a água pelo refrigerante;
 
– comida de praia, digo, cuidado com os alimentos vendidos na praia ou estradas que não estão armazenados adequadamente, principalmente os que exigem a refrigeração, na época de calor os casos de intoxicação alimentar aumentam muito nos hospitais;
 
– consuma alimentos sempre de locais com boa higiene;
 
– alimento rico em gordura como frituras, molhos a base de manteiga, etc., são difíceis de serem digeridos;
 
– lembre que no verão poderemos ter a falta de água e energia, portanto muita atenção na qualidade dos alimentos ou refeições prontas que você consome. Fique atento na qualidade, validade, armazenamento e etc.; 
 
Roseli Ueno Ninomiya – Nutricionista – Formada pela Universidade de São Paulo (USP),pós-graduada em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), especialista em equipe multidisciplinar na Adolescência pela Universidade Federal de São Paulo – Unifesp. Experiência profissional em Crianças, Terapia Intensiva, Gestantes e Nutrizes, Obesidade, Patologias em geral e Qualidade de Vida.
Sem mais artigos
%d blogueiros gostam disto: