Com a dificuldade e insegurança atualmente, uma boa análise e busca pela escola que atenda a bons critérios, é uma luta interminável que os pais estão dispostos a enfrentar.

Escolher a primeira escola dos filhos, e ainda mais a que tanto idealizamos, está entre as tarefas mais difíceis que exercemos. Inúmeras questões são levantadas, e muitos questionamentos nos fazemos sobre a tal escola. Até aquela insegurança e desespero chega a fazer parte de nós, até tomar a decisão de qual escola escolher.

Seja por motivos de trabalho, de idade do filho, de fim de licença maternidade, ou até para a mamãe ter um horário “livre” para executar outras tarefas. A hora de escolher a primeira escola dos filhos, se torna uma tarefa árdua, e confesso, que me dá medo esse momento.

Porém, a tomada de decisão é importante, e precisamos sempre de calma e uma mente tranquila para tomar a melhor decisão possível. O importante é que nos lembre sempre, de pensar no bem-estar da criança e da própria mãe.

Aqui entre nós, qual mãe não se apavorou na hora de ter que se afastar por algumas horas do filho?

Eu mesma, já tive uma tentativa de colocar a Júllia na creche, mas logo com 1 semana ela ficou doente e eu desisti de cara de continuar com a batalha. Acabamos por esperar mais um pouco, porém levei algumas questões em consideração antes de matricula-la e consegui deixá-la em boas mãos.

Então vamos as dicas!

  1. Antes de sair loucamente na busca pela escola perfeita, liste as que mais lhe agrada e as que você já conhece. Isso facilitará a busca e poupará tempo.
  2. Quando for visitar as escolas escolhidas, leve seu filho junto. Isso ajudará mais ainda na escolha, pois por ele ser o maior envolvido, irá simpatizar com alguma escola, e será essa que ele se sentirá melhor.
  3. Dê preferência a uma escola que seja próximo a sua casa ou trabalho. Assim economizará no tempo de percurso até o local e evita atrasos e até surpresas.
  4. Escolas que tem um projeto educacional parecido ou que siga o mesmo método que a família busca pela criança, será a melhor para a formação do filho.
  5. Busque indicações e converse com pais que já tenham filhos matriculados na escola. Essas informações podem ser valiosas.
  6. Tire toda e qualquer dúvida referente ao ano letivo na escola, atividades e horários com a direção e não deixe nada sem esclarecimento, assim sua escolha será a mais certa possível.
  7. Busque uma escola que os custos caibam no orçamento da casa. Dessa forma não correrá o “perigo” do seu filho ficar de fora de atividades pagas, ou concorrer com as condições dos colegas.
  8. Observe bem as dependências da escola, se ela oferece espaços organizados e materiais de qualidade para idade de cada turma. Se tudo está bem lindo, se os funcionários usam uniformes. Se os locais são seguros para crianças com grades, corrimões, rampas, tomadas fora da vista e com proteção.
  9. Informe-se sobre os horários de alimentação, e a rotina. Assim ficará mais tranquila, e se também a mãe pode escolher o horário em que o filho irá frequentar o local.
  10. Atividades extras são sempre bem-vindas, então procure saber se tem no local.
  11. A fase de adaptação na escola é de extrema importância para uma melhor aceitação da criança e para evitar aborrecimentos e traumas. Então procure saber como será esse período, como os cuidadores colaboram para a melhor adaptação da criança.
  12. Observe como as crianças são tratadas. Um local onde existe bons cuidados e amor, com certeza seu filho se sentirá bem!
  13. E uma dica não menos importante, escute sua intuição, pois nossa intuição de mãe nunca falha!

Seguindo essas dicas, com certeza você conseguirá analisar o melhor local para seu filho passar algumas horinhas do dia. E com certeza ficar tranquila.

Chegando aqui, pergunto a vocês: Usaram algum desses critérios para escolher a primeira escola? As mamis, tem mais alguma dica a acrescentar? Fico feliz em receber o seu comentário!!

Sem mais artigos